As exuberâncias naturais de Itacuruçá e Mangaratiba

20 03 2007

Ilha de Itacuruçá

Em Mangaratiba e Itacuruçá, as duas pequenas cidades próximas à Angra dos Reis, no litoral sul do Estado do Rio, os visitantes testemunham a eterna cumplicidade entre o mar e as montanhas.

Diante de um cenário bucólico, recheado de uma densa mata atlântica e pincelado de ilhas selvagens e praias semi desertas, estas duas vedetes da região, batizada de Costa Verde, se destacam pela tranqüilidade da natureza intocada, em harmonia com uma estadia rústica, ideal para os amantes da natureza.

Abrigada pelo município de Mangaratiba, que hospeda mais de cem generosas praias em sua orla, Itacuruçá tem como pano de fundo serras separadas do mar apenas por cachoeiras, nas margens da Baía de Sepetiba. Aqui, as águas pacatas de ondas preguiçosas, onde os golfinhos adoram se exibir em acrobacias, dão lugar ao agito na alta estação das férias e nos feriados, quando centenas de turistas elegem estas praias e ilhas povoadas de excelentes hotéis para mergulharem em pura diversão.

Se você escolher o sossego absoluto com o seu companheiro(a) de viagem, não esqueça: hospede-se na Ilha de Itacuruçá, o recanto mais isolado da região. Além de praias paradisíacas, o local surpreende por sua integração com a natureza. Águas calmas, praias tranquilas, muita calma e paz é o q te esperam por la.

O acervo histórico vira atração

Fundada pelos jesuítas no século 19 e habitada pelos índios Tamoios nas épocas mais remotas, Itacuruçá conta com atrações históricas, como a Igreja Nossa Senhora de Sant’ana, que era uma pequena capela construída em 1698. Na frente da igreja, você vai encontrar uma cruz de pedra construída pelos índios. Outra igreja de grande importância histórica é a Nossa Senhora da Guia, fundada em 1795. Aqui, velhos casarões, portos e igrejas seculares fazem parte da rota turística. Um passeio quase que obrigatório é visitar a Estação Ferroviária de Itacuruçá, fundada em 1911, onde hoje funciona o centro de cultura da cidade, o CEFEC. Confira também o Solar Barão do Saí, construído em meados do século 19.

Nem tudo que cai na rede…

Para aproveitar a estação nestas ilhas paradisíacas e nas praias selvagens de areias finas, o melhor é fazer passeios de saveiros e praticar esportes náuticos. Para quem prefere pescar, a Baía de Sepetiba é o local perfeito tanto para amadores como profissionais da pesca. Nestas águas, a caça submarina também é uma ótima opção. Não se preocupe com a possibilidade de voltar para o hotel de mãos abanando, pois a quantidade de robalos, garoupas, corvinas, ostras, mexilhões, tainhas, manjubinhas, caranguejos, siris, cações, camarões e dezenas de outras espécies estão esperando pela sua isca (cuidado com a caça predatória, é crime).

O sabor pertence aos mares

Se a sua boca enche de água antes mesmo de preparar o anzol, não perca tempo: conheça um dos melhores restaurantes da região logo no primeiro dia almoçando no Kakau Marina (21/2780-1215), no Porto de Itacuruçá, e saboreando os deliciosos pescados dos mares de Angra. Ao longo da orla, dezenas de quiosques padronizados oferecem saborosos pratos típicos da culinária caiçara, principalmente os concorridos frutos do mar fresquinhos.

Os cariocas estão acostumados com a fama de Búzios e Angra, mas não têm tanta intimidade assim com Itacuruçá e Mangaratiba, a não ser os mais apaixonados pela natureza, que descobriram esta região na década de 70. Porém, os últimos dados turísticos fazem de Itacuruçá o próximo alvo. Isto porque, em recente pesquisa sobre locais de maior importância turística do Estado, Itacuruçá ficou em terceiro lugar, só perdendo para o Corcovado e o Pão-de-Açúcar. Se Búzios é a cidade preferida pelos portenhos, Mangaratiba e Itacuruçá são os points eleitos por todos os europeus antenados que passam pelo Rio de Janeiro. Aqui, na interseção das matas com os mares, as mais de 100 praias banham com muito charme os visitantes sedentos de belezas naturais, sofisticação e uma rusticidade exuberante.

Mais Informações

Alguns dados não podem faltar. Confira logo abaixo.

Como chegar:

Itacuruçá – fica a 82 km do Rio de Janeiro
Mangaratiba – fica a 105 km do Rio de Janeiro e a 465 km de São Paulo
Angra dos Reis – fica a 160 km do Rio de Janeiro e a 410 km de São Paulo
Saindo do Rio, pegue a Estrada Rio-Santos pela Av. Brasil ou siga pela Barra da Tijuca, passando por Santa Cruz e Sepetiba.
Saindo de São Paulo, desça a Rodovia Carvalho Pinto por Taubaté.

Dicas de Hospedagem:

Em Mangaratiba, as opções de hospedagens são mais sofisticadas. Três opções infalíveis no bom atendimento são o Club Méditerranée – Village Rio das Pedras (21 2688-5050 / 0800-21-3782) e o Portobello Hotel Resort (21 2689-3000 / 0800-11-8618), ambos com toda a infra-estrutura para uma hospedagem vip. Outra ótima opção é o Porto Real Resort (24 365-4898 / 523-1212). Em qualquer opção, não esqueça de fazer sua reserva com antecedência, senão você corre o risco de não conseguir vaga nos feriados prolongados.

Uma ótima opção para a sua estadia é o Hotel Elias (21/9987-6412/2253-7444), na Praia Cabeça do Boi, a 40 minutos de barco, com chalés perfeitos para uma lua de mel e o Hotel Pierre (21/2688-1560/2253-4102), na Praia da Bica, a 20 minutos de barco.

Curiosidades:

Itacuruçá: Ita = Pedra Curuçá = Cruz
Mangaratiba = terra de mangará, que quer dizer begônia, um tipo de planta ornamental.

Dicas:

– Não passe pela região sem conhecer Conceição de Jacareí, uma antiga aldeia de pescadores, com cachoeira e uma praia charmosa que te espera para um passeio de barco.

– Também não se esqueça de passear pela primeira estrada de rodagem do Brasil, a Estrada Imperial de São João Marcos.

– Quando chegar lá, visite a bela Ilha Grande e seu estilo natureba de ser. Para chegar até ela, pegue a barca em Mangaratiba, que sai diariamente às 8h e nas sextas às 22h. Para retornar, ela parte de Ilha Grande às 18h30. A travessia é feita em 1h30 e a passagem custa R$ 2,80 nos dias de semana e R$ 10,00 aos sábados, domingos e feriados. (Os preços podem variar de acordo com as estações do ano e temporadas).

Anúncios

Ações

Information

2 responses

17 01 2008
Paulo Jardel

PAra completar esse post deem uma olhada nesse link
http://www.oskaras.com/fotos/radicais/turismo/itacuruca_carnaval/

17 01 2008
Paulo Jardel

Esse outro link aqui são as despesas de ida e volta a Itacuruçá

http://www.oskaras.com/fotos/radicais/turismo/itacuruca/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: