Visite a Praia do Forte e o Projeto Tamar de Salvador

16 03 2007

Praia do Forte

Muita beleza natural misturado a história fazem da praia do forte um dos destinos mais procurados do litoral norte da Bahia. Situada a cerca de 80km de Salvador, chega-se até lá pela bonita e bem conservada Estrada do Coco, recentemente privatizada pelo Governo baiano.

São mais de 12 km de de praias, com várias piscinas naturais formadas por arrecifes ao longo da costa. Os coqueiros, vegetação predominante nesta região, fazem o visual ficar ainda melhor. Curtir as praias e as belas paisagens são um convite ao relaxamento. Uma das principais atrações da cidade é visitar a sede do Projeto Tamar, organizacão voltada para preservação e estudo das tartarugas marinhas. Lá é possível conhecer de perto estes pequenos animais e descobrir inclusive que alguns deles não são tão pequenos assim e podem chegar a mais de 3 metros de comprimento.

O pequeno vilarejo é formado basicamente por nativos locais, pescadores, artesãos e pequenos empreendedores de várias regiões do Brasil e exterior, que apaixanados pela beleza da região, vêm desenvolvendo o comércio e serviços locais, dentre eles barzinhos e restaurantes que oferecem diversas opções, principalmente a base de frutos do mar. A rua principal foi recentemente urbanizada e recebeu um novo projeto paisagístico.

A gastrônonia do local é um item de destaque. Quem vai à Praia do Forte não pode deixar de comer o bolinho de peixe do bar do Souza, dentro do Projeto Tamar. Para almoçar, a pedida é o Restaurante do Zequinha – comida caseira maravilhosa, com preços honestos. Há também a versão restaurante do Souza, que fica na Vila e é famoso por suas moquecas e ensopados. À noite, as opções são bem variadas. Para um jantarzinho à dois, vá ao charmoso Fata Morgana, especializado em comida mediterrânea. O italiano Taverna Paraíso tem excelentes massas. A qualquer hora do dia ou da noite, o Tango Café é parada obrigatória. São mais de 20 tipos de café, elaborados das mais variadas formas, acompanhados de tortas e doces de fazer qualquer um sair do regime. A torta de chocolate com coco é uma das mais pedidas.

Um dos passeios culturais é visitar as ruínas do único castelo medieval construído no País, o da família Garcia D´Ávila. O patriarca do clã, Garcia D´Ávila, foi almoxarife do primeiro governador-geral do Brasil, Tomé de Souza, que desembarcou na Bahia em 1549 para fundar a cidade de Salvador. Ao longo dos primeiros anos da colonização, D´Ávila conseguiu acumular uma fortuna imensa, principalmente em terras. Chegou a controlar o que foi considerado o maior latifúndio do mundo: suas terras se estendiam da Bahia ao Maranhão. Na sede do latifúndio, ele construiu o castelo da Praia do Forte. As ruínas estão localizadas a cerca de dois quilômetros da vila da Praia do Forte e para visitá-las o ingresso custa R$ 2,00. Outro passeio disponível pela redondeza é conhecer a Reserva de Sapiranga e suas trilhas de bromélias.

O charme da vila dos pescadores

O coração de Praia do Forte é a Vila. Ali estão concentradas todas as atividades comerciais, culturais e de animação, incluindo pousadas, restaurantes, lojas de artesanato, boutiques, farmácias, supermercados, bancos (caixas eletrônicos), bares, boates, casas de show, lanchonetes e todo o efervescente burburinho dos corpos bronzeados, desfilando roupas leves e coloridas, tão em consonância com o exuberante clima tropical da localidade.

Até alguns anos atrás, a vila apresentava um cenário mais primitivo, com algumas casas originais rusticamente ampliadas na parte da frente para abrigar pequenas lojas de artesanato e botecos. A pequena “avenida” entre essas lojinhas tinha o chão de barro misturado com areia, causando alguns transtornos aos comerciantes, principalmente por causa da poeira levantada pelo vento e pelos carros que, na época, trafegavam na Vila.

Para não criar conflito com a ambiência tropical e rústica foi criada, por toda a passarela, um calçamento com pedras regulares, solucionando o velho problema da poeira, enquanto que ficou definitivamente proibido o tráfego de veículos automotores na via, conseguindo dar, ao mesmo tempo, graça, tranquilidade e charme à Vila.

Como a noite é sempre criança, a Vila é, inevitavelmente, o point. Referência geral, é o local de encontro de todos que estão em Praia do Forte. É tão cosmopolita que funciona como uma embaixada global, espontânea e paradisíaca, congregando gente de todas as partes do mundo, falando um único idioma: o da alegria.

Muitas atrações em um só lugar

Atrativos turísticos e naturais não faltam, propiciando aos visitantes dias repletos de emoção e aventura, descobrindo, por exemplo, no mergulho livre (snorkel), a exuberante fauna marinha do Papa-gente com suas piscinas naturais de águas transparentes.

As trilhas ecológicas da Reserva da Sapiranga levam o “trekkeiro” a percorrer verdadeiros túneis sob as árvores, descobrindo no caminho uma incrível variedade de orquídeas e bromélias selvagens, pássaros, macaquinhos, borboletas e, não raro, um qüati ou uma preguiça.

Como se não bastasse a grande diversidade de atrações naturais, Praia do Forte mais um vez se torna ímpar em seus pontos turísticos. Selecionamos aqui nesta sessão os quatro principais e imperdíveis pontos de visitação turística.

Castelo Garcia D’Ávila

Única construção com características medievais da América do Sul, a Casa da Torre, como era conhecida, encontra-se sob os cuidados da Fundação Garcia D’Ávila, responsável pela preservação e restauração das ruínas do valioso patrimônio histórico, cuja construção foi iniciada em 1551. A entrada no parque é liberada mediante pagamento de uma pequena taxa por pessoa.

A visitação é feita em conjunto com um guia do parque que percorre as ruínas e o museu, onde estão expostos artefatos do século XV encontrados durante a escavação além de fotos e uma bela maquete que mostra como seria o castelo na sua fase final, por volta de 1624.

Projeto Tamar

A base principal da entidade no Litoral Norte está localizada em Praia do Forte, próxima ao Farol. Nas suas instalações são dadas aos visitantes, verdadeiras aulas sobre a preservação das espécies que desovam na região, além de possibilitar contato direto com alguns indivíduos adultos e filhotes nos imensos aquários e viveiros. Na lojinha da base são vendidos “souvenirs” cuja renda é destinada ao trabalho de preservação das tartarugas e manutenção do projeto.

Reserva da Sapiranga

Formada pela Mata Atlântica, a Reserva da Sapiranga apresenta uma incrível biodiversidade, das mais ricas do continente.

Os turistas podem se entreter com um mini-zoo que, sob a responsabilidade da Fundação Garcia D’Ávila, abriga animais feridos ou resgatados de comerciantes ilegais e que, após um breve período de tratamento ou readaptação, são soltos no seu habitat natural.

No Centro de Visitantes o turista recebe informações sobre o patrimônio natural e os cuidados exigidos para a sua conservação, além de contar com a disponibilidade de água potável, sanitários, serviço de guias, uma exposição de artesanato da população nativa e desfrutar de áreas para recreação.

É cobrada uma taxa de R$3,00 como contribuição ecológica, a qual é revertida para manutenção do Centro e de suas atividades.

Ecoturismo para todos

Praia do Forte é, antes de tudo, um belíssimo paraíso ecológico, onde a mão do homem tem sido uma grande aliada na preservação desse inestimável patrimônio natural.

Graças a esse cuidado constante, Praia do Forte pode oferecer, ao lado de uma excelente infra-estrutura de alimentação, lazer, hospedagem e serviços, uma série de opções para a prática do ecoturismo, atendendo desde um simples passeio até a prática de esportes ligados à natureza, com possibilidade, inclusive, dos radicais. Praias, caminhadas pela Mata Atlântica, observação de pássaros, esportes da natureza e passeios inusitados levam o turista aos mais encantadores recantos deste paraíso tropical.

Bicicletas, cavalos, quadriciclos, lanchas e outros meios são a maneira mais fácil de se chegar em matas, rios, dunas, lagos, praias e tudo de belo que a natureza oferece na região.

Um sapato adequado, roupa leve, um bom chapéu e um cantil aliados à boa disposição e mais um guia, são os únicos elementos necessários para se desfrutar das inúmeras trilhas já demarcadas, partindo de Praia do Forte, passando pelo Castelo e adentrando pela Reserva da Sapiranga. Imperdível!

Os arredores de Praia do Forte são ideais para os aficionados do pedal, permitindo percorrer trilhas incríveis pela Mata Atlântica, alcançando pontos que seriam impossíveis com outro tipo de veículo.

Em determinados períodos do ano, principalmente entre setembro e março, imensas tartarugas chegam às areias de Praia do Forte para desovar. Com a orientação e acompanhamento de técnicos do Projeto TAMAR , são organizadas “expedições” noturnas para acompanhar esse milagre da natureza, com o cuidado de não molestar as “estrelas” do espetáculo, pois no próximo ano elas estarão de volta.

A natureza e seus encantos

Todo o entorno de Praia do Forte oferece uma grande variedade de atrações naturais, como as piscinas das praias do Lord e do Papa-gente, a restinga com seus coqueirais e as alvíssimas dunas que contornam as praias, a Reserva da Sapiranga com sua fantástica biodiversidade, as corredeiras do rio Pojuca, a Lagoa do Aruá com suas águas calmas e reconfortantes, além de ocorrências um pouco mais afastadas e que necessitam de guia, como o Areal, a cachoeira de Dona Zilda e a cachoeira do Índio.

Outras localidades próximas também merecem ser visitadas, com uma excelente oferta de praias e rios, como Jacuípe, Guarajuba, Itacimirim, Imbassaí, Diogo, Santo Antônio, Sauípe e Marassandupió.

Praias

No extenso litoral de Praia do Forte, algumas praias se tornaram “points”, freqüentadas durante todo o ano por turistas, moradores e veranistas.

A praia do Porto é a de mais fácil acesso e por isso de maior frequência, por estar próxima à vila e às barracas, que servem bebidas e comidas.

A praia do Resort, mais reservada, é uma enseada de águas transparentes, com pequenas ondas, excelente para windsurfe. Não tem barracas, nem nenhuma infra-estrutura para o público, sendo mais freqüentada pelos hóspedes do resort, que têm todo o apoio do bar de praia exclusivo.

A praia do Lord, no sentido norte, oferece piscinas naturais e alguns vendedores de cerveja, coco e refrigerantes. É muito freqüentada pelos veranistas.

A do Papa-gente é, na maré baixa, uma imensa piscina natural, de águas completamente transparentes, onde se pode ver os peixes no fundo, mesmo a 3m de profundidade. É comum a prática do mergulho simples (apenas com respirador) podendo desfrutar com tranqüilidade toda a beleza da fauna marinha.

Lagoa de Timeantube

Localizada na entrada de Praia do Forte, a tranqüila lagoa se alarga em determinados trechos formando pequenas ilhas com vegetação aquática, palmeiras, coqueiros e dendezeiros. A farta existência de moluscos (caramujos) atrai predadores naturais como pássaros, répteis e peixes.

Como área protegida, foi transformada numa reserva onde é praticada a observação de pássaros.

Reserva da Sapiranga

Área rigorosamente protegida e compreendendo 600 ha de Mata Atlântica, a Reserva da Sapiranga abriga variadas espécies endêmicas da flora e da fauna, além de oferecer diversas trilhas para a prática de trekking. No percurso, são encontrados belos exemplares de sucupira, embaúba, gameleira, palmeiras de licuri, dendê e piaçava, orquídeas e bromélias. Na fauna típica são encontrados micos-estrela, quatis, preguiças-de-coleira, uma grande variedade de pássaros como sanhaço, sofrê, sabiá, pássaro-preto, tiê-sangue, jandaias e cuiubas, além de répteis, representados por algumas espécies de lagartos e serpentes.

A passagem do rio Pojuca pela mata forma corredeiras, que se tornam mais exuberantes no período das cheias. Imperdível.

Entidades e Apoios

Diversas entidades atuam em Praia do Forte, algumas voltadas para o turismo, outras para a preservação e conservação do patrimônio natural, histórico e cultural.

Associações recreativas também têm efetiva participação principalmente no que se refere à população nativa, promovendo eventos festivos e culturais. Essas entidades são, na verdade, o suporte e mola-mestra das atividades que se desenrolam em Praia do Forte e arredores.

Turisforte – Associação Comercial e Turística de Praia do Forte

Entidade sem fins lucrativos formada pelos empresários estabelecidos na localidade e que é responsável pelo gerenciamento das atividades funcionais e pela divulgação e promoção do produto turístico, levando o nome do paraíso tropical além de nossas fronteiras.

Localização: Rua da Aurora, escritório anexo ao Albergue Praia do Forte Hostel.
Telefone: (71) 3676-1592
Fax: (71) 3676-1592
Website: http://www.turisforte.com.br
E-mail: turisforte@praiadoforte.org.br

Projeto Tamar / Ibama

O IBAMA, através do Projeto TAMAR, é responsável pela preservação detartarugas marinhas que desovam na região, mantendo em Praia do Forte a sede nacional.

Localização: Farol, Fraia do Porto
Telefone: (71) 3676-1045
Fax: (71) 3676-1067
Website: http://www.projetotamar.org.br

Quarentenário de Araras Azuis

A Fundação Garcia D´Ávila doou ao IBAMA uma área na Praia do Forte para construção de um quarentenário e um Centro de Reprodução de araras-azuis-de-Lear, espécie ameaçada de extinção, além da cessão de um biólogo para participar nos trabalhos de campo.
Localização: Início da Avenida do Farol.

Instituto Baleia Jubarte

Organização criada pela Fundação Garcia D’Ávila e destinada a monitorar o processo de migração das baleias da espécie Jubarte, que se realiza anualmente entre os meses de julho e outubro. Promove, também, a conscientização das populações litorâneas quanto à importância da sobrevivência da espécie e controla, com esses habitantes, a ocorrência de encalhe dos cetáceos.

Localização: Avenida do Farol – na pista de retorno ao lado da Lagoa Timeantube.
Telefone: (71) 3676-1463
Website: http://www.baleiajubarte.com.br

Como Chegar

Praia do Forte fica a 53 km do Aeroporto Internacional, a 75 km da Estação Rodoviária e a 80 km do Centro Histórico de Salvador. Duas empresas oferecem linhas regulares de ônibus seletivos, com saída da Estação Rodoviária, com escala em pontos do trajeto.

Para quem chega em veículo próprio, passando por Salvador, o acesso é através da BA-099, a Estrada do Coco, até atingir a rótula do km 50, onde fica a entrada para Praia do Forte, bastante sinalizada.

Quem chega pelo norte alcança Praia do Forte através da mesma BA-099, mas no trecho denominado Linha Verde, uma rodovia bem pavimentada e ligeiramente sinuosa, que liga a Bahia a Sergipe e cujo marco fica justamente na rótula que dá acesso a Praia do Forte.

É possível chegar também pelo mar, desde que o navegador tenha experiência em mar aberto e que possua cartas náuticas atualizadas, já que existe na área uma considerável afloração de recifes e, nos estuários dos rios da região, a presença de bancos de areia causados pelas marés.

Onde ficar

Com mais de quarenta estabelecimentos de hospedagem, entre hotéis, pousadas e outras variadas alternativas, em Praia do Forte há lugar para todos os padrões. A oferta começa pelo Resort, na beira da praia, passando por belos hotéis e pousadas, algumas simples e outras bastante confortáveis, áreas privadas e seguras para camping, albergues de padrão internacional, villages e casas disponibilizadas para aluguel, contratadas por diária ou temporada, mais práticas e econômicas para os que vêm em grupos.

Hotéis e pousadas normalmente incluem o reconfortante café da manhã na diária e, dependendo da época, é possível a opção de pensão completa.

Como há uma grande variedade de meios de hospedagem, com certeza sempre haverá aquele lugar especial e propício para o turista, não importa de onde venha.

Onde comer

A cozinha de Praia do Forte é famosa. Do simples bolinho de peixe ao mais elaborado prato da cozinha internacional, o cardápio é irresistível.

Durante o dia, nas barracas ao longo da praia, são oferecidos peixes fritos, moquecas, moluscos e crustáceos e os irrecusáveis petiscos que acompanham a cerveja sempre gelada ou as coloridas roskas e batidas.

Nos restaurantes, serve-se desde um simples prato de petitinga frita até uma sofisticada Lagosta Thermidor, podendo percorrer, nesse tour gourmet, fogões italianos, espanhóis, portugueses, franceses, orientais e, é claro, brasileiros, principalmente baianos.

Pérolas da gastronomia como um pennette tricolore alla crema di gorgonzola e sedano, Filet mignon au sauce de echalottes a la Normandie, Sushi, Sashimi e Yakitori, Galinha de Cabidela, Baião de dois, Vatapá e Bobó de Camarão desfilam sem cerimônia nas fartas e convidativas mesas dos estrelados restaurantes de Praia do Forte.

Anúncios

Ações

Information

2 responses

16 10 2007
Hemily

O site está muito diverisficado com informações necessárias para uma boa pesquisa, mas eu axo que vocês deveriam comentar um pouco mais da fauna da praia do forte, pois estava querendo saber mais sobre ela, mas não axei o que queria necessariamente. Axo que vocês deveriam apenas acrescentar algumas informações tamném, sobre o castelo, pois faltam muitas informações sobre ele.
As outras coisas estão ótimas!

Muito obrigado por oferecer um serviço tão bom pra quem precisa.

Abraço, Hemily.

9 09 2009
Solange Lopes Santos Cendon

Gostaria de referências de agências ou aluguel de carro ou Vam em Salvador para conhecermos a praia do farol e o projeto Tamar, tempo de ida e volta, quanto tempo gastaríamos para conhecer boa parte da praia e o projeto, já que vamos despor apenas de umas 6 horas livres.

Aguardo resposta

Solange

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: