O Morro de São Paulo e suas maravilhas!

8 03 2007

Morro de São Paulo - Bahia

Um dos destinos mais cobiçados da Costa do Dendê, a cosmopolita Morro de São Paulo fica na Ilha de Tinharé, a 248 quilômetros de Salvador. Para chegar lá é preciso pegar um catamarã ou um avião na capital baiana, ou então, ir de carro ou ônibus até Valença e dali seguir em um barco ou uma lancha. A logística não é das mais simples, mas a aventura compensa.

Morro tem apenas quatro praias e duas ruas principais – de areia, diga-se de passagem – mas tem lugar para todo mundo, literalmente. Jovens mochileiros de São Paulo, Rio de Janeiro, Holanda, Israel, Itália, França, Alemanha, etc… desembarcam no minúsculo porto em busca da agitada noite da vila. Mas também chegam casais e famílias que procuram e encontram sossego. Sim, o povoado é pequeno, mas tem áreas bem definidas. Do centrinho (apinhado de restaurantes que servem de comida caseira à japonesa) à Segunda Praia – as praias não são identificadas por nomes, mas por ordem numérica – é território do burburinho. Nas Terceira e Quarta, a tranqüilidade reina absoluta. Nestas duas, aliás, as piscinas naturais de águas transparentes são perfeitas para a prática do mergulho.

O estilo pitoresco é reforçado ainda pela proibição do tráfego de automóveis na ilha – mas os pés não são os únicos meios de transporte. Tratores levam os turistas até às pousadas ou aos pontos turísticos por uma estrada de terra paralela à praia. As caminhadas, entretanto, continuam sendo as melhores maneiras de desbravar a ilha e conhecer seus encantos, entre eles, o forte – ponto de encontro na hora do pôr-do-sol – e o farol, que descortina uma das mais espetaculares vistas de Morro de São Paulo.

Atrativos naturais

A natureza emoldura todos os programas em Morro de São Paulo. A pé ou de barco, de dia ou de noite, os cenários remetem sempre ao mar e ao céu. As caminhadas conduzem às praias e também aos monumentos históricos, perfeitos para apreciar o visual e o pôr-do-sol. Já as embarcações levam a pequenos pedaços do paraíso. A agitada noite da vila acontece na areia – exceto às quartas, quando sobe para o topo de um morro.

Caminhada à Gamboa com passeio de barco até a Ponta do Curral
Uma trilha de 45 minutos leva à rústica praia da Gamboa, freqüentada por pescadores. No caminho, parada na Fonte do Céu para um banho refrescante. Aproveite para apreciar a flora da região, repleta de bromélias gigantes. Da Gamboa partem barcos para a Ponta do Curral, uma praia extensa e completamente deserta.

Caminhadas ao Forte e ao Farol
Os dois monumentos mais importantes de Morro de São Paulo guardam histórias e são passeios imperdíveis para o final da tarde. Do farol, avista-se todas as praias da vila. O visual, azul de cima a baixo, ganha pinceladas de verde intenso graças aos imensos coqueirais. Já o forte é o ponto de encontro na hora do poente. Sentados nas muralhas, turistas e nativos assistem ao espetáculo, que pode ainda ser acompanhado por golfinhos.

Luaus na Segunda Praia
O democrático programa acontece todas as noites, transformando as areias da Segunda Praia em pista de dança improvisada. A festa só termina de manhã e, para não ficar com sono antes da hora, descanse e chegue bem depois da meia-noite.

Mergulhar nas águas cristalinas
As águas cristalinas de Morro de São Paulo e de Boipeba tornam a região perfeita para o mergulho. Com snorkel, as melhores opções são as Terceira e Quarta praias e a piscina natural de Moreré, em Boipeba. De cilindro, os pontos são Camboa Velha e os corais de Itatiba e Itatimirim, com 25 metros de profundidade. Operadoras de Morro de São Paulo oferecem batismo – mergulho para iniciantes.

Teatro do Morro
Nas noites de quarta-feira o agito muda de endereço e acontece no alto de um morro, no meio de um bosque. No palco aberto ao público há performances de artistas além de uma jam session que reúne nativos, moradores e turistas. Chegar ao Teatro do Morro exige disposição – a subida é íngreme e ainda tem uma longa escadaria -, mas o esforço vale a pena.

Ilha de Boipeba
Separada da Ilha de Tinharé pelo Rio do Inferno, a Ilha de Boipeba tem vinte quilômetros de praias semidesertas e salpicadas de coqueiros. Em função da proximidade com Morro de São Paulo – são apenas duas horas de barco – muita gente passa apenas o dia em Boipeba. A ilha e seus encantos, entretanto, merecem ser curtidos com calma, em pelo menos dois dias.

Área de Preservação Estadual, a vila de pescadores não tem o agito noturno de Morro, mas guarda as piscinas naturais de Moreré, um verdadeiro aquário natural em pleno em alto-mar. Os passeios de barco e as caminhadas levam a praias paradisíacas…

Quarta Praia
Perfeita para quem procura sossego, a Quarta Praia é a mais extensa de Morro, com dois quilômetros. Pouco freqüentada, tem águas transparentes e piscinas naturais de um lado e faixa de coqueiros do outro. Fica a 20 minutos a pé do centro da vila e vai ficando cada vez mais deserta à medida em que se distancia das outras. Perfeita para o nudismo.

Conhecendo as praias

Morro de São Paulo tem quatro praias, uma ao lado da outra. Todas têm águas transparentes e piscinas naturais. As semelhanças, entretanto, terminam por aí. Chamadas pela ordem numérica, guardam características únicas. A Primeira Praia, por exemplo, é a dos surfistas, que lá encontram boas ondas e barracas de nativos. Já a Segunda reúne agito, pousadas transadas e quiosques animados. A Terceira tem bancos de corais perfeitos para o mergulho, enquanto a Quarta é enorme, praticamente deserta e indicada para quem quer se desconectar do mundo por completo.

Primeira Praia
Mais próxima do centro, a Primeira praia tem 300 metros de areias brancas e soltas e é repleta de casas de veraneio e pousadas. A maioria das barracas é de famílias de nativos que servem petiscos típicos como sarapatel, caldo de sururu e mocotó – mas se você não for baiano, é bom providenciar um chá de boldo ou de broto de goiaba antes de se arriscar com os quitutes. Única praia de Morro com ondas, atrai adeptos do surf, especialmente nos meses de inverno.

Segunda Praia
As pousadas charmosas e os diversos quiosques com música fazem da Segunda praia a mais concorrida de Morro. Com 400 metros de extensão e a dez minutos a pé do centro da vila, tem águas muito claras e atrai banhistas em geral, além das turmas do vôlei, do futevôlei, do frescobol e da capoeira. O agito continua à noite, quando se transforma em cenário de luaus e festas que duram até o sol raiar.

Terceira Praia
Separada da Segunda praia pela Ilha da Saudade, a Terceira é um dos melhores pontos para a prática do mergulho em Morro. Nos arredores da Ilha de Caitá, que fica em frente à praia, há bancos de corais que reúnem peixes coloridos de espécies diversas. Com um quilômetro de extensão, abriga barracas e pousadas.

Quarta Praia
Perfeita para quem procura sossego, a Quarta Praia é a mais extensa de Morro, com dois quilômetros. Pouco freqüentada, tem águas transparentes e piscinas naturais de um lado e faixa de coqueiros do outro. Fica a 20 minutos a pé do centro da vila e vai ficando vez mais deserta à medida em que se distancia das outras.

Esportes e Ecoturismo

Morro de São Paulo rima com esportes quando o assunto é curtir a natureza. Na água, na terra ou no mar, as diversas paisagens encantam os aventureiros. Uma das atividades mais procuradas é o mergulho, mas surf, windsurf, caminhada e até tirolesa são praticados na vila.

Mergulho
O mar transparente e a rica vida marinha fazem do mergulho uma atividade obrigatória em Morro de São Paulo. Para quem se satisfaz apenas com snorkel e pés-de-pato, as piscina naturais das Terceira e Quarta praias são perfeitas para apreciar os peixinhos coloridos. Já quem procura águas mais profundas, as operadoras de mergulho oferecem atividades em pontos como Camboa Velha e os corais de Itatiba e Itatimirim, com cerca de 25 metros de profundidade. De outubro a fevereiro as águas ficam ainda mais claras. Na Ilha de Boipeba, os melhores pontos para snorkeling são as piscinas naturais de Moreré e de Tassimirim.

Tirolesa
A maior tirolesa do Brasil está instalada em Morro, entre o Farol e a Primeira Praia. São 340 metros de comprimento, partindo de uma altura de 57 metros.

Caminhada ecológica
O passeio começa no centro da vila e termina no povoado da Gamboa, com duração média de três horas – prefira sair pela manhã, quando as temperaturas estão mais amenas. No percurso em meio a trilhas os destaques são as paisagens panorâmicas das praias, a cascata Fonte do Céu e as bromélias gigantes. Chegando na vila de pescadores, pegue um barco até a praia da Ponta do Curral – extensa, com areia branquinha e completamente deserta.

Surf
Pouca gente sabe, mas o surf também é praticado em Morro de São Paulo, na Primeira Praia. O melhor ponto é na altura da Pedra do Moleque. Antes de cair na água, vale a pena buscar orientações com os nativos, uma vez que há muitas pedras e formações de corais na região. A época ideal para a prática do esporte é no inverno, entre os meses de junho e setembro.

Vela
Os bons ventos que sopram em Morro atraem velejadores de diversos cantos do país e, dependendo das condições, permitem navegar de Gamboa até o povoado de Garapuá, passando pelas quatro praias da vila. Os ventos fortes predominam no inverno, atraindo também os adeptos do windsurf e do kitesurf.

Caiaque
Na terceira praia é possível alugar caiaques para visitar uma pequena ilha na sua frente. Aproveite para passear sobre os recifes de corais, com águas limpas e cristalinas onde é possivel avistar vários peixes, arraias, polvos, e várias outras espécies.

Atrativos Culturais

As principais construções históricas de Morro de São Paulo, como o Farol do Morro e a Fortaleza do Tapirandu – hoje em ruínas -, dão boas-vindas aos turistas tão logo eles aportam no cais. E visitá-las é programa obrigatório, uma vez que revelam as mais encantadoras vistas das praias e dos coqueirais.

Ruínas da Fortaleza do Tapirandu
Erguido em 1630, o forte de Morro de São Paulo serve hoje de mirante para apreciar o pôr-do-sol. Ao longo de seus 678 metros de muralhas, espalham-se turistas e nativos no final da tarde que, em dias de sorte, contemplam ainda o espetáculo dos golfinhos. De fácil acesso – a apenas cinco minutos de caminhada por trilha a partir da vila – as ruínas são tombadas pelo Patrimônio Histórico Nacional.

Farol do Morro
Uma das mais bonitas e panorâmicas vistas de Morro é descortinada do farol, erguido em 1855. O acesso é por trilhas, a partir da Praça Aureliano Lima, em percurso de cerca de dez minutos. É de lá que parte a maior tirolesa do Brasil, com 57 metros de altura e 340 metros de comprimento. O percurso termina na Primeira Praia e o preço inclui, além de paisagens deslumbrantes, muita adrenalina.

Igreja da Nossa Senhora da Luz
Ponto de descanso para quem sobe a ladeira vindo do cais, a Igreja da Nossa Senhora da Luz foi concluída em 1845. Em seu interior estão relíquias dos séculos XVII e XVIII, como imagens sacras e altares de cedro em estilo barroco.

Fonte Grande
Construída para captação e decantação de águas em 1746, a Fonte Grande foi o ponta-pé inicial para o crescimento da vila. Ao seu redor foram construídas as primeiras casas coloniais que hoje abrigam bares, restaurantes e pousadas.

Informações importantes

Onde Comer

A cozinha em Morro de São Paulo é um reflexo da origem de seus moradores. Como não são apenas os baianos que habitam a vila, as moquecas e os bobós dividem espaço com receitas italianas, espanholas, japonesas, argentinas… Para escolher o menu, siga para o centrinho, mas sempre depois das cinco da tarde. Antes disso, os restaurantes estão fechados.

Por lá estão o Ardentia, que capricha na picanha recheada com pasta de alho e mussarela; o Zendai, com inusitados sushis quentes; o Mosaico e suas famosas paellas, gazpachos e tortillas; e a Spaghetteria Stregha, que oferece 18 tipos de molho para acompanhar as massas. E tem ainda o caseiro Tinharé, com moquecas de comer ajoelhado; e O Bar, com sanduíches gigantes e crepes doces e salgados. À beira-mar ficam excelentes opções em pescados como o Club do Balanço, o Bar das Piscinas e o Pimenta Rosa.

Vida Noturna

A melhor receita para curtir a vida noturna de Morro de São Paulo é dar uma cochilada antes do agito. Até meia-noite, o movimento rola apenas nos restaurantes da vila. É só depois das doze badaladas que o burburinho começa pra valer, com os luaus na Segunda praia.

Nas noites de quarta-feira a balada muda de cenário e acontece no Teatro do Morro, um espaço no meio de um bosque, no topo de uma colina. São cerca de vinte minutos de caminhada a partir da vila, incluindo aí uma escadaria de 184 degraus e uma trilha íngreme – o caminho, ao menos, é iluminado. No democrático teatro tem espaço para as mais diversas manifestações artísticas. O palco fica à disposição para quem quiser mostrar seu talento. A grande atração é a jam session que reúne nativos, moradores e turistas, que vão chegando com seus instrumentos e em pouco tempo colocam todo mundo para dançar.

Dicas

Muita gente segue para Morro de São Paulo logo após o Carnaval para “curar” a ressaca. Durante o dia é possível descansar mas, à noite, o burburinho é intenso, com festas e luaus. A procura a partir da Quarta-Feira de Cinzas é tão grande que a maioria das pousadas oferece pacotes especiais para o período.

A noite só esquenta por volta das duas da madrugada. Aproveite para dar um cochilada antes do jantar.

Quando ir

A vila é movimentada o ano inteiro, mas o agito é maior durante o verão. Na baixa estação, os preços das pousadas e dos restaurantes ficam mais em conta. Evite os meses de abril a julho, época de chuvas.

Como Chegar

De avião
Bimotores e monomotores partem do Aeroporto de Salvador e a viagem dura 20 minutos
Addey Táxi Aéreo – (71)3772-2451 e (75)3652-1385
Aerostar Táxi Aéreo – (75)3652-1312

De barco
Catamarãs partem do Terminal Turístico do Mercado Modelo, em Salvador, e a viagem dura duas horas
Catamarã Biotur – (75) 3641-3327 / 3641-0551 / (71) 3326-7674
Catamarã Farol do Morro – (75) 3652-1036
IlhaBela – (71) 3326-7158

De carro
Do Terminal Marítimo de São Joaquim, em Salvador, saem os ferry boats até Itaparica (50 minutos de viagem). De lá, seguir pela BR-324 até a BR-101 (a entrada fica antes de Feira de Santana e é mal sinalizada). Seguir até Santo Antônio de Jesus e pegar o sentido Nazaré/Valença. Valença é a cidade mais próxima de Morro de São Paulo e de onde partem os barcos e as lanchas para Morro (viagem entre 30 minutos e uma hora e quinze). Os carros devem ser deixados nos estacionamentos de Valença, que fica a 120 quilômetros de Salvador

De ônibus
As empresas São Geraldo (0800-704-3496), Águia Branca (0800-725-1211) e Camurujipe (75-3641-4037) operam a linha Salvador-Valença. Outra opção é atravessar de ferry boat até Itaparica e lá pegar um ônibus até Valença. Na alta temporada, vans também fazem o trajeto

Informações úteis

DDD 75

Informações Turísticas
Tel.: (75)3483-1083

Aeroporto de Salvador
Tel: (71)3204-1010

Terminal Rodoviário de Salvador
Tel: (71)3460-8300

Terminal Marítimo de São Joaquim – Salvador
Av. Oscar Pontes, 1051 – Calçada – (71)3319-2890

Táxi aéreo
Addey Taxi Aéreo – (75) 3652-1242 / 1222
Aerostar Táxi Aéreo – (75) 3652-1312

Catamarãs
Catamarã Gamboa do Morro – (71) 3326-7674 / (75) 3641-3327
Farol do Morro – (75) 3652-1036
Biotur – (75) 3641-3327 / 3641-0551 / (71)3326-7674

Lanchas
Lancha IlhaBela – (71) 3326-7158
Lancha Renata e Deep Blue – (71) 3322-0669 / 3321-6099

Celular e Internet
Em Morro de São Paulo há cobertura de telefonia celular e cybercafés

Bancos
Não existem agências bancárias em Morro de São Paulo, mas há caixas eletrônicos do Banco do Brasil, Bradesco e Caixa Econômica Federal. Em Valença, há agências do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Bradesco, mas não há bancos 24 Horas

Dicas
– Vindo de avião, traga até 15 quilos de bagagem, peso máximo permitido – A circulação de carros é proibida em Morro de São Paulo. Todos os passeios são feitos a pé, de barco ou de trator. Traga calçados confortáveis.
– No píer de Morro de São Paulo há meninos que se oferecem para carregar as malas até à pousada. Combine o preço antes.

Anúncios

Ações

Information

10 responses

19 09 2007
Feran Torra

Morro de São Paulo é maravilhos….é o lugar mais bonito deste Brasil abençoado por Deus. Em meu querido Morro não deixe de fazer a caminhada para Garapua com a galera da Rota Tropical.
Morro é imperdivel… Só vendo para crer.

26 08 2008
Rota Tropical

Esse lugar é realmente lindo! Quem precisar de informações mais detalhas, aí vai a dica:
Morro de Sao Paulo

10 10 2008
Danilo

Estou cheio de curiosidades, quero conhecer cada pedaço desse paraiso….
E a cada momento que olho uma foto ou leio algo sobre a região, só aumenta a vontade de apreciar essas belezas, espero que continuemos a cuidar do nosso “mundinho”.

26 12 2008
Roberto

Morro é imperdível!!!!!!!!!!

Tem prá todos os gostos: baladeiros, naturalistas (não nudistas), ecochatos..rs, ecolegais… é o que há.

Povo hospitaleiro, parece a ilha da fantasia!!!!!!!!!!

Morro….. de saudades…

16 01 2009
::Inventário da normalidade:: « Mineirinha n’Alemanha

[…] recordações, mil e um quilômetros rodados, uma nova paixão arrebatadora (Morro de São Paulo ou aqui), muitos livros vendidos e mais de 40 graus de diferença! Por sorte, hoje saiu um solzinho e o dia […]

9 02 2009
carlos manuel sousa

foi um privilegio visitar o morro em 2008
vai ser um privilegio em 2009
espero viver no morro
morro por viver no morro

13 06 2009
Morro de Sao Paulo

Eu fui em morro de sao paulo e fiquei no hotel Praia do Encanto!!!! O melhor hotel e muito barato!!!

5 07 2009
Carla Winckler

Eu e mais duas amigas estamos pensando em passar Natal e Ano Novo em Morro de São Paulo, estou achando bem interessante , não decidimos ainda existe a opção de irmos pro México.

13 07 2009
Dênio Castello Barboza

Realmente INESQUECÍVEL!!!
Eu e minha faília, adoramos “Morro de São Paulo”.
Esperamos voltar em breve, agora que nossos filhos estão com 19 e 14 de idade.
VAMOS VALORIZAR NOSSA TERRA!!!!
O PARAÍSO FICA EM MORRO DE SÃO PAULO!!!

10 10 2009
scheila

morro do são paulo é um verdadeiro paraiso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: